Deputado Zé Inácio comenta o afastamento de Eduardo Cunha

Na manhã desta quinta-fb291cdb8dd2b9da1733fc93885c634b9eira (5) o Deputado Zé Inácio usou a tribuna da Assembleia Legislativa para comentar o afastamento do Deputado Federal e Presidente da Câmara Eduardo Cunha.

O afastamento foi determinado pelo ministro do Supremo Tribula Federal (STF) Teori Zavascki, que concedeu a liminar em ação pedida pelo Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, em dezembro de 2015, partindo do argumentou que Cunha estava atrapalhando as investigações da Lava Jato, na qual o deputado é réu em uma ação e investigado em vários procedimentos.

“Não se trata de crime de evasão de divisas, não se trata de crime por conta na Suíça, mas, sim, manobras que fez para permanecer na presidência, manobras essas que viciaram e viciam o processo de impeachment que foi aberto e dado sequência simplesmente por vingança do Cunha ao Partido dos Trabalhadores, que deixou de o apoiar no Conselho de Ética, vingança a presidenta Dilma.”, afirmou Zé Inácio.

E o deputado disse ainda, “E eu tenho certeza que assim como o Supremo, mesmo que tardiamente, ouviu as vozes da rua e determinou o “fora Cunha”, este mesmo Supremo vai reconhecer que não existe crime de responsabilidade cometido pela presidenta Dilma, que o processo foi aberto por motivo de vingança. Eu acredito que o Supremo mesmo tardiamente fará justiça e anulará esse processo que está em curso para cassar o mandato da presidenta, que foi legitimamente eleita por mais de 54 milhões de brasileiros. O Brasil não permitirá que isso aconteça e, mesmo tardiamente, a justiça está sendo feita e o gangster Cunha está sendo colocado no seu devido lugar.”.

A decisão do ministro Teori Zavascki que suspendeu o mandato parlamentar de Cunha foi mantido pelos ministros do STF, que por unanimidade votaram a favor do afastamento do deputado.

Zé Inácio citou alguns dos crimes cometidos por Cunha durante o exercício do cargo.

“Eu faço questão de relatar os itens que fundamentaram a denúncia do procurador geral, na verdade o rosário de crimes cometido pelo Cunha no exercício da presidência da Câmara dos Deputados, para que nós, deputados, e a população de modo geral tomemos conhecimento de que uma casa que está sendo conduzida por uma pessoa que não tem o equilíbrio emocional, não tem compromisso com a legalidade, não tem compromisso com a coisa pública, somente seus interesses pessoais acabam prevalecendo.”, afirmou Zé Inácio.

E completou dizendo, “Cunha fez um requerimento para pressionar o recebimento de propina. Isso ele fez utilizando uma deputada do PMDB do Rio de Janeiro, mas que na verdade foi feito e assinado por ele. Isso é demonstrado no sistema de informática da Câmara dos Deputados. O Requerimento é contra o grupo Chaim, ele usou deputados aliados, aqueles mesmos que votaram sob o comando dele a favor do impeachment para fazer mais de 30 requerimentos numa forma de constranger os diretores do Banco para a partir daí receber propina.”, declarou.

O deputado comentou ainda as estratégias utilizadas por cunha como forma de ameaçar e constranger as várias pessoas que fizeram delação premiada. Entre elas está a convocação da advogada Beatriz Catta Preta, que foi amplamente divulgada pela imprensa nacional.

“Pedidos de quebra de sigilo de parentes do Youssef, era uma forma de constranger o Youssef que fez delação premiada e assim impedir que Youssef desse declarações contra ele. Projeto de Lei que restringe delação premiada. Ele também apresentou isso na Câmara para se auto proteger.”, disse o parlamentar.

Cunha também é investigado no Conselho de Ética da Câmara, que também foi alvo de suas manobras. Mas o caso continuará tramitando normalmente mesmo com o afastamento do deputado.

1 Responses to Deputado Zé Inácio comenta o afastamento de Eduardo Cunha

  1. Ricardo oliveira disse:

    Pouca vergonha.
    Fora cunha
    DILMA fica

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *