Trabalhadores temem perda de seus comércios no Anel Viário e solicitam apoio ao Deputado Zé Inácio

WhatsApp Image 2017-11-07 at 15.16.45Uma comissão de trabalhadores do antigo Terminal de ônibus do Anel Viário, nesta segunda-feira 06/11, estiveram reunidos com o Deputado Zé Inácio (PT) em busca de apoio, pois temem perder seu local de trabalho.

Eles representam os comerciantes dos 24 quiosques que foram construídos no ano de 1986, para a venda de comidas e bebidas. Desde essa época, os trabalhadores dos boxs pagavam todas as licenças necessárias junto a Secretária Municipal de Urbanismo e Habitação-Semurh (Blitz Urbana, Corpo de Bombeiros e Vigilância Sanitária), para o devido funcionamento dos estabelecimentos.

No entanto, no último dia 05 de outubro, eles receberam uma notificação da Blitz Urbana para que desocupassem os quiosques. “Recebemos a notificação, em seguida fomos a Delegacia de Costumes para renovar a licença, também fomos a Blitz Urbana, mas não estão liberando a documentação, e também não nos informam como devemos proceder para continuarmos legalizados”, explicou um dos comerciantes.

O impasse tem causado temor aos comerciantes que estão preocupados com a situação. “Estamos aqui há mais de 30 anos trabalhando nesse local e regularizados, então precisamos que os órgãos competentes nos deem alguma garantia para continuarmos tendo o nosso sustento e meio de sobrevivência”, disse João Batista dos Santos.

Na área ainda há mais de cem barraqueiros e ambulantes que trabalham em torno do Terminal do Anel Viário, e que também esperam por uma alternativa do poder público para que não fiquem sem ter um local para continuar a trabalhar.

O Deputado Zé Inácio se prontificou a tentar realizar o diálogo entre os comerciantes e a Prefeitura Municipal de São Luís para que seja aberto um canal de negociação.

Participaram da reunião os comerciantes Luciane Barros Rodrigues, Jucelino Coutinho de Freitas, Ronielvies Serra, Rosete da Silva, Maria da Natividade, Maria de Fátima Diniz e João Batista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *