Zé Inácio afirma: “Não há políticos apolíticos”

ze-inacioO deputado Zé Inácio tratou na quinta-feira (27), durante fala na tribuna da Assembleia, sobre a questão do partido sem políticos e os políticos apolíticos. “Eu queria destacar algo, sobre o que alguns colegas até já fizeram comentários. Nesta oportunidade, cai muito bem um artigo de Frei Betto, do qual eu quero ler um trecho”.

Zé Inácio leu uma parte do artigo intitulado de “A política e a despolitização da política”. No texto, Frei Betto afirma: “Agora a falácia é o partido sem políticos e os políticos apolíticos. O lobo mau se disfarça de chapeuzinho vermelho e as vovozinhas ingênuas aplaudem os gestores que prometem governar a cidade como administram suas empresas, muito dinheiro em caixa graças à privatização do patrimônio público e pouco respeito aos direitos dos cidadãos”.

“Vejam a contradição: o sujeito se inscreve em um partido político, é apontado como candidato na convenção do partido político, faz campanha pelo partido político, enche a boca de propostas e promessas políticas e diz que não é político”, ressaltou.

O deputado contextualizou, ainda, o artigo feito sobre a campanha nacional a respeito da Escola sem Partido com o que ocorre nas eleições de São Luís. “O que vemos em São Luís é a clara demonstração de uma candidatura de oposição que se diz apolítica, mas que é conhecida pelas velhas práticas, que se utiliza de um discurso demagogo de negação da política para tentar angariar votos e ludibriar a população. Mas o povo de São Luís dará a resposta nas urnas neste domingo, confirmando que não há espaço para discursos que faltam com a verdade na política ludovicense”, afirmou.

Deputado Zé Inácio destaca manifestações contra a PEC 241

ze-inacioO deputado Zé Inácio utilizou o plenário na manhã desta quinta-feira (27) para destacar as manifestações contra a PEC 241, que ocorrem em todo país. As mobilizações são feitas por estudantes secundaristas, universitários e professores.

Durante a fala, o deputado apresentou informações sobre a emenda. “A PEC 241 define o limite de gastos do Governo Federal que, durante 20 anos, só será corrigido pela infração do ano anterior. Economistas têm advertido para os efeitos colaterais que a medida poderá causar”, discorreu.

Dentre os efeitos citados por Zé Inácio está a redução nos investimentos em saúde e educação, além da perda de poder de compra do salário mínimo. A medida foi aprovada em dois turnos na Câmara dos Deputados. “Infelizmente, a grande maioria dos deputados federais do Maranhão votaram a favor dessa PEC. Ontem ela foi encaminhada para o Senado com a previsão de, até o final de novembro e início de dezembro, ser votada em dois turnos no Senado”, disse.

O deputado também se dirigiu aos senadores do país. “Aproveito a oportunidade para chamar a atenção dos nossos senadores contra essa medida que restringe direitos, sobretudo, do cidadão brasileiro, da classe trabalhadora. Nenhum país no mundo adotou o teto de gasto como da PEC 241, somente o Brasil que retoma a política neoliberal que é implantada pelo Governo Temer”, destacou.

Zé Inácio também citou um estudo feito por um economista da Fundação Getúlio Vargas. “Caso a PEC 241 existisse hoje, o salário mínimo, que é R$ 880,00, seria de apenas R$ 400,00. Ou seja, caso a PEC seja aprovada, teremos um retrocesso. Mais de R$ 25 bilhões deixarão de ser investidos na educação e na saúde do país. Então vejam, senhores e senhoras, o que representa essa PEC apelidada de PEC do Fim do Mundo”.

Outro destaque feito pelo deputado foi a questão da saúde. “Os estados e municípios que hoje gastam grande parte das suas receitas com a saúde terão que investir mais recursos próprios no próprio Sistema de Saúde Municipal, para compensar a falta de recursos. Assim, os municípios mais pobres que têm menos receita e dependem mais do orçamento federal devem ser mais prejudicados com uma eventual diminuição dos repasses federais”, enfatizou.

Sobre as Ocupações

De acordo com os dados da União Brasileira de Estudantes Secundaristas (UBES), em nível nacional, existem 1.022 escolas e institutos federais ocupadas, além de 82 universidades e 3 núcleos regionais de educação.

No Maranhão, atualmente se encontram ocupadas a Universidade Federal do Maranhão – UFMA (campus Chapadinha), o Cintra (São Luís) e os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA) nos seguintes campi: Açailândia, Centro Histórico (São Luís) e Monte Castelo.

Deputado Zé Inácio destaca projeto do FIDA no Maranhão

ze-inacioO deputado Zé Inácio utilizou a tribuna na segunda-feira (10) para ressaltar a importância do projeto do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) para o estado do Maranhão. “Quero fazer um histórico de todo o processamento e discussão do projeto. O Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola já atua no Brasil há mais de 20 anos. É importante destacar que todos os Estados do Nordeste têm parceria com esse fundo, e o Maranhão é o único Estado que ainda não tem operação com o FIDA”, afirmou.

Na oportunidade, Zé Inácio abordou o interesse do Maranhão em fazer parte do projeto. “Em uma reunião do Fórum de Secretários de Agricultura do Nordeste, o governo do Maranhão demonstrou interesse nesse investimento para o Estado, quando foi marcada a vinda de uma comissão do FIDA, que aconteceu nos dias 19 a 21 de agosto de 2015. Em outubro do mesmo ano, representantes do FIDA estiveram pela segunda vez no Maranhão realizando visitas nas regiões que serão beneficiadas”, disse.

De acordo com o deputado, a partir dos acordos que foram realizados, a assinatura do primeiro memorando objetivou a elaboração do projeto. Novas visitas foram realizadas pelo Estado com representantes do FIDA ainda no ano de 2015.  Já no mês de agosto deste ano, o projeto foi finalizado e encaminhado à Assembleia Legislativa.

Para Zé Inácio, essas etapas demonstram que o projeto foi devidamente discutido com o governo, bem como apresentado ao Parlamento e elaborado de acordo com a realidade dos municípios que serão beneficiados.  “Nesta fase atual, o projeto encontra-se elaborado e à espera da aprovação do Projeto de Lei nº 177/2016 para dar continuidade às etapas seguintes do processo de financiamento. A próxima etapa será a aprovação do projeto na Secretaria do Tesouro Nacional (STN), e em seguida será enviado para o Senado”, falou.

Com o término da etapa citada por Zé Inácio, haverá uma nova aprovação na junta do FIDA, que tem data prevista para dezembro de 2016. Após isto, ocorrerá a celebração do convênio entre o FIDA e o governo do Estado do Maranhão.  “A importância do projeto se dá por contribuir para a redução da pobreza rural no Estado, promovendo desenvolvimento sustentável inclusivo, geração de renda e o aumento da disponibilidade de alimentos para as famílias rurais pobres”, finalizou.

Sobre o FIDA

O Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) é uma agência da Organização das Nações Unidas (ONU) que visa fornecer financiamento direto e mobilizar recursos adicionais para programas especificamente destinados a promover o avanço econômico, principalmente por meio do melhoramento da produtividade agrícola e que vem de encontro à diretriz do governo, que é o combate à pobreza rural. No Maranhão, o projeto terá duração de sete anos e suas operações beneficiarão 87 municípios, sendo 83 municípios de seis territórios da cidadania.

Na primeira etapa, as operações do projeto no Estado serão direcionadas aos 43 municípios mais pobres. Portanto, os beneficiados serão os quilombolas, indígenas, mulheres quebradeiras de coco, ribeirinhos, pescadores tradicionais, mulheres, jovens e homens diretamente envolvidos em atividades agropecuárias e extrativistas.

Dentre os territórios beneficiados estão o Território do Baixo Parnaíba, o Território Campo e Lagos, Território dos Cocais, Lençóis Maranhenses, Munim, Médio Mearim, e o Vale Itapecuru.

Zé Inácio afirma: “Não devemos trocar o certo pelo duvidoso”

 

edivaldo-no-ptO deputado estadual Zé Inácio participou na última sexta-feira (07) de uma plenária do Partido dos Trabalhadores (PT), que teve como objetivo reafirmar o apoio do partido à campanha de reeleição do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior.

Para o deputado, o prefeito demonstrou, durante os quatro anos de governo, que sabe o que é melhor para a cidade. “É importante apoiar a reeleição de Edivaldo não só pelo bom trabalho que vem realizando em São Luís, mas porque esta é uma forma de garantir que a cidade continuará a crescer”, afirmou.

Durante a plenária, o deputado comprometeu-se em mobilizar a militância do PT para participar dos atos políticos do candidato em São Luís, a fim de garantir o resultado esperado nas urnas. “Estarei presente nos atos políticos em São Luís ao lado do Edivaldo, buscando os votos para que ele continue o bom trabalho que vem fazendo na prefeitura”, disse.

Zé Inácio também destacou o desenvolvimento de São Luís durante o governo do atual prefeito. “Não podemos trocar o certo pelo duvidoso. Edivaldo Holanda Júnior está levando nossa cidade para o rumo certo, pelo caminho do desenvolvimento”, enfatizou.

Zé Inácio destaca a eleição de aliados políticos

0d75b076ec40aff2415f25d1ed15448fO deputado Zé Inácio usou a tribuna na manhã desta quarta-feira para destacar a eleição e reeleição de alguns companheiros políticos que ele deu apoio durante as eleições municipais 2016.

Zé Inácio iniciou destacando as dificuldades de uma reeleição diante da atual crise que o país vem passando.

 

“Inicio este balanço destacando, sobretudo, a reeleição em um período de crise econômica e política que atravessa o país e se tornou um grande desafio para a classe política, sobretudo, para aqueles que exercem o Executivo e nesse particular o Executivo Municipal.”, disse.

O deputado destacou a reeleição do Prefeito Arlindo, de Fortuna, que teve 53% dos votos configurando uma das maiores diferenças da história do município, com quase mil votos de diferença.

“Isso mostra que a população de Fortuna reconheceu o seu trabalho e lhe colocou mais uma vez à frente do município para administrar a sua cidade.”, destacou Zé Inácio.

Dep. Zé Inácio e João Piquiá

Dep. Zé Inácio e João Piquiá

Zé Inácio também destacou a reeleição de João Piquiá para a prefeitura de Sítio Novo, com uma diferença de 600 votos para o seu principal adversário. Destacou ainda a reeleição do prefeito de João Lisboa, Jairo Madeira, que tem como companheira de chapa Maria do Nilson, do Partido dos Trabalhadores (PT). E a eleição de Indalécio, no município de Governador Nunes Freire, com quase 60% dos votos.

Dep. Zé Inácio e Indalécio

Dep. Zé Inácio e Indalécio

 

 

O Parlamentar também lembrou os companheiros que exercerão seu primeiro mandato, como Zé Helio, do PT, eleito para a prefeitura de Paraibano, com uma votação expressiva, quase 60% dos votos e uma diferença de 1400 votos para o segundo colocado.

França do Macaquinho e Dep. Zé inácio

França do Macaquinho e Dep. Zé inácio

E a primeira mulher eleita prefeita no município de Santa Luzia, França do Macaquinho. Com 53% dos votos validos.

 

O deputado também comentou a eleição do companheiro Pelezinho na cidade de São Pedro da Água Branca.

E por fim a reeleição do prefeito de Bequimão, Zé Martins, que terá como vice o companheiro do PT, Magal.

Dep. Zé Inácio, Zé Martins e Magal

Dep. Zé Inácio, Zé Martins e Magal

“O trabalho realizado pelo Zé Martins em Bequimão foi reconhecido e agora ao lado do companheiro Magal esse trabalho terá continuidade.”, ressaltou.

Zé Inácio deu destaque ainda para a eleição de Pedro Custódio, para vice prefeito de Nina Rodrigues. E a eleição do vice- prefeito Roberto, na cidade de São Pedro dos Crentes.